Prestou um serviço e não lhe pagaram a fatura? Saiba como proceder!

A empresa Tintas Coloridas, LDA emitiu uma fatura em 2019 à empresa Arco-íris Lda, decorrente do serviço prestado, que ainda não foi liquidada. Que meios dispõe a empresa para conseguir o pagamento? 

 

No decorrer da atividade comercial da empresa Tintas Coloridas, LDA foi emitida uma fatura no valor de 3.500,00€, à empesa Arco-íris Lda, correspondente a um serviço prestado em 2019.

Contudo, essa fatura à data de hoje, ainda não foi liquidada pela empresa Arco-Iris Lda. Que meios dispõe a empresa Tintas Coloridas, LDA para conseguir o pagamento da fatura emitida em 2019?

A lei dispõe de vários tipos de ações, nomeadamente ações declarativas e executivas, conforme estipula o nº. 1 do artigo 10.º do Código Processo Civil (C.P.C)

As ações declarativas podem ser de simples apreciação, que visa obter unicamente a declaração de existência ou inexistência de um direito ou facto, de condenação que visa exigir a prestação de uma coisa ou de um facto, pressupondo ou prevendo a violação de um direito ou constitutivas, que visa autorizar uma mudança na ordem jurídica existente, conforme identifica o n.º 3 do artigo 10 do C.P.C.

Já as ações executivas, têm em vista requerer as providências adequadas à realização coativa de uma obrigação que lhe é devida (art. 10 n.º 4 do C.P.C)

Contudo para intentar uma ação executiva é necessário ter por base um título executivo conforme define o n.º 5 do artigo 10 do C.P.C.

E segundo o n.º 6 do artigo 10º do C.P.C, o fim da execução pode consistir no pagamento de quantia certa, entrega de coisa certa ou na prestação de um facto, quer positivo quer negativo.

Dado que a fatura emitida não é considerada título executivo conforme estipula o artigo 703º n.1 do C.P.C, A Empresa Tintas Coloridas, LDA poderá instaurar um procedimento de injunção que tem por objetivo conferir força executiva a requerimento destinado a exigir o cumprimento das obrigações segundo o estipulado no artigo 7º do Decreto-Lei n.º 269/98 de 01 de setembro.

O procedimento de injunção inicia-se mediante apresentação do requerimento de injunção, num único exemplar, na secretaria judicial, conforme o definido artigo 9º do mesmo diploma.

O requerimento de injunção deve constar o identificado no artigo 10.º do mesmo diploma, nomeadamente a identificação das partes, a identificação do tribunal a que se dirige, exposição sucinta dos factos. Para saber mais sobre o procedimento de injunção consulte o seu advogado.

 

Se gostou deste artigo, divulgue-o e partilhe-o nas redes sociais. Quem sabe não ajuda pessoas com dúvidas e questões sobre este tema! Se precisar do nosso apoio, estão disponíveis os nossos contactos para o ajudar e esclarecer no que for preciso.

 

Este artigo foi escrito por Fátima Costa segundo as regras do Novo Acordo Ortográfico.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.

This field is required.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*This field is required.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.